Os influenciadores influenciam tanto assim?

Sabemos que eles possuem um exército de fãs dispostos a acompanhar cada segundo das suas vidas, mas quando se trata de gastar dinheiro para adquirir aquilo que o influenciador anuncia, será que a tática funciona de verdade?

A publicidade não é mais a mesma. A hegemonia da televisão como principal meio de comunicação vem decaindo. A comunicação impressa vive um momento de crise.

A publicidade encontra hoje na internet seu melhor espaço, nos anúncios pagos que se infiltram nas redes sociais, nos vídeos e em todos os meios em que a audiência digital pode estar presente. Mas nem sempre isso é garantia que seu conteúdo será visto e, principalmente, será levado em consideração.

E se você pudesse colocar o seu produto nas mãos de homens e mulheres que concentram a atenção de milhares, e até milhões, de pessoas diariamente? Colocar o nome da sua marca na boca de quem fala e é ouvido por uma legião de fãs?

Usar o potencial dos influenciadores na publicidade não é nenhuma novidade, mas ainda hoje é preciso se perguntar, esse tipo de propaganda realmente funciona? Os influenciadores, de fato, influenciam?

Sim.

O nome influenciador não é à toa, essas pessoas realmente têm um grande potencial de comunicação e influência. Em um país onde mais de 70% dos brasileiros seguem pelo menos um influenciador, 83% das marcas realizam ações publicitárias com esses embaixadores digitais. E a tendência é que esses números continuem crescendo.

Mas não é tão simples assim (é claro). Associar seu produto à personalidade errada ou confiar em alguém que pode gerar publicidade negativa para sua marca no futuro, são alguns erros comuns que podem fazer com que o tiro saia pela culatra. Quem aí não ouviu falar do caso da influenciadora vegana que foi pega no flagra comendo peixe no restaurante?

Escolher o influenciador certo para sua marca é o primeiro passo dessa jornada e as palavras-chaves aqui são confiança e credibilidade. Além de ser alguém que compartilhe dos mesmos valores que a sua empresa, alguém que personifique tudo aquilo que você defende. E não subestime a audiência dessa personalidade. As pessoas sabem quando alguém está anunciando um produto apenas pelo dinheiro ou quando o influenciador realmente usou, aprovou e acredita naquilo que está divulgando, mesmo que continue se tratando de uma ação remunerada.

E números não são tudo.

Não se deixe iludir pelos milhões de seguidores daquele influenciador. Olhe mais a fundo e procure não pelos seguidores, mas pela a conexão real. Comprar seguidores e inscritos é uma trapaça que está ao alcance de qualquer pessoa, por isso não se engane. Curtidas e comentários são mais significativos e demonstram uma admiração real por aquela personalidade. É preciso existir um diálogo para além dos números que beiram milhões, o que pode tornar influenciadores menores tão interessantes quanto os maiores.

Não procure quem fala mais e sim quem é ouvido de verdade.

E no final das contas, não é sobre os números e sim sobre a mensagem, aquilo que está sendo apresentado. Busque o influenciador de se comunica de forma mais genuína, que agrega valor ao seu produto e a comunidade que ele representa.

Write a comment